Ouve a Cidade, faz o download da App.
Hospitais de Coimbra realizam a primeira cirurgia endoscópica à coluna vertebral

Hospitais de Coimbra realizam a primeira cirurgia endoscópica à coluna vertebral

Foi tratado com sucesso um caso de hérnia discal lombar.

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) realizou recentemente a sua primeira cirurgia à coluna vertebral através de endoscopia biportal, tratando com sucesso um caso de hérnia discal lombar.

"Trata-se de um procedimento cirúrgico complexo que é feito através de incisões com menos de um centímetro, recorrendo a uma câmara de alta-definição e um canal de trabalho, possibilitando a extração de fragmentos do disco extrusados ou alargamento do canal vertebral", explicou o CHUC, em comunicado enviado à agência Lusa.

O diretor do Serviço de Ortopedia, citado no documento, salientou que aquela abordagem terapêutica foi previamente preparada e treinada por uma equipa para introduzir esta nova técnica.

Segundo Fernando Fonseca, com a introdução de mais uma opção terapêutica na cirurgia da coluna no Serviço de Ortopedia, os utentes do CHUC dispõem, a partir de agora, de uma nova técnica que, fruto da constante melhoria dos instrumentos e o avanço das técnicas cirúrgicas nesta área, permite oferecer uma técnica diferenciadora a pacientes, devidamente selecionados, com patologias da coluna vertebral, tais como a hérnia discal ou o canal estreito.

"A cirurgia da coluna vertebral tem conhecido nos últimos anos desenvolvimentos importantes, permitindo a sua realização por métodos minimamente invasivos, bem como uma recuperação mais rápida, com os mesmos padrões de segurança", frisou.

O especialista referiu que as novas técnicas, como a cirurgia endoscópica, permitem também que o doente regresse ao domicílio em menos de 24 horas, habitualmente no próprio dia da cirurgia.

A primeira cirurgia endoscópica biportal foi realizada por uma equipa constituída pelo cirurgião João Moreno e pela interna do sexto ano Carla Olim Castro, com o apoio do ortopedista Eduardo Moreira Pinto, do Centro Hospitalar Entre Douro e Vouga.

Agência Lusa

Mais Notícias