Ouve a Cidade, faz o download da App.
Palavra do ano já está a votos. Há 10 candidatas
Porto Editora

Palavra do ano já está a votos. Há 10 candidatas

A Porto Editora revelou as dez finalistas. Votação decorre até 31 de dezembro

Já são conhecidas as dez palavras candidatas a Palavra do Ano. Demissão, inflação, habitação e inteligência artificial são algumas das finalistas.

A lista das dez palavras candidatas resulta das sugestões deixadas por quem visitou o site www.palavradoano.pt, das pesquisas no dicionário de língua portuguesa da Infopédia e também do acompanhamento da realidade da língua feito pela Porto Editora.

As votações para eleger a Palavra do Ano decorrem até 31 de dezembro em www.palavradoano.pt e em janeiro será anunciada a palavra que, segundo os portugueses, melhor representa 2023. Esta é a lista completa das palavras candidatas, que traçam um retrato da vida colectiva do país ao longo deste ano:

clima
O país foi afetado por fenómenos meteorológicos extremos, como ondas de calor, tempestades, secas e inundações.

conflitos
Os conflitos armados, como os da Ucrânia e do Médio Oriente, agravam a crise humanitária global.

demissão
A demissão inesperada do Primeiro-Ministro provocou uma crise política inédita em Portugal.

habitação
A escassez de casas, o aumento das taxas de juro e o valor das rendas motivaram manifestações pelo acesso à habitação.

inflação
O aumento generalizado do preço de bens e serviços afeta diretamente o poder de compra dos portugueses.

inteligência artificial
O acesso à inteligência artificial generalizou-se e levanta questões sobre os riscos e oportunidades do seu uso.

jornada
Portugal organizou pela primeira vez a Jornada Mundial da Juventude, que contou com a presença do Papa Francisco.

médico
Os médicos continuam a reivindicar melhores condições de trabalho no SNS (Serviço Nacional de Saúde).

navegadoras
As navegadoras, nome por que é conhecida a nossa seleção de futebol feminino, participaram pela primeira vez no Campeonato do Mundo.

professor
Os professores continuam a reivindicar a valorização da profissão em centenas de protestos por todo o país.

A Palavra do Ano é uma iniciativa da Porto Editora, em parceria com a Infopédia, que decorre há 15 anos e que já levou à eleição de "guerra" (2022), "vacina" (2021), "saudade" (2020), "violência doméstica" (2019), "enfermeiro" (2018), "incêndios" (2017), "geringonça" (2016), "refugiado" (2015), "corrupção" (2014), "bombeiro" (2013), "entroikado" (2012), "austeridade" (2011), "vuvuzela" (2010) e "esmiuçar" (2009).

 

Redação

Mais Notícias